Como moer a carne para fazer um hambúrguer perfeito?

Depois escolher a combinação de carne da vez, não pense que agora é só moer a carne de qualquer jeito e pronto, o hambúrguer ficará ótimo. Há alguns truques para conseguir misturar a carne corretamente e sem esforço. E sem ter que ficar manipulando muito ela depois de moída.

Comece pedindo ao açougueiro para limpar a carne e deixá-las livres de nervos e dos tecidos que muitas vezes revestem algumas partes da carne. O ideal é pesá-las depois de limpa para ter a quantidade certa de carne e gordura. Mas não estranhe se ele pesar antes, já que o preço da carne é dado na peça bruta.

Pedaço de peito linpo- receita-hamburguer-perfeito-caseiro-profissional

Fraldinha – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Gordura do peito – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

No moedor, o ideal é usar o bocal médio ou grande, se for muito pequeno a carne moída pode se transformar em um patê de carne e isso acabará com a textura do hambúrguer, deixando pesado e compacto. Se for muito grosso, seu hambúrguer pode ficar com pedaços não moídos de carne, que também não é muito agradável.

Depois de limpas, peça para as carnes escolhidas serem cortadas em cubos grandes (com uns 6cm de largura), assim como a gordura que será misturada. Outra opção é cortar tudo em tiras. O objetivo é conseguir misturar as carnes com a gordura enquanto vai moendo a carne. Fazendo a mistura antes mesmo de colocar no moedor, facilitará a mistura do blend logo na primeira passagem pelo moedor.

Peito picado em cubos – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Fraldinha – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Gordura do peito cortada em cubos

Quando for possível moer a carne em casa, recomendamos que os cubos de carne voltem à geladeira para gelar antes de serem moídos. Quando gelada a carne sangra menos. Se a carne estiver muito próxima da temperatura ambiente, no momento de moer o líquido pode sair e isso significa uma carne menos suculenta. Num açougue, normalmente a manipulação é feita rapidamente, então se o açougueiro for ágil e fizer tudo rapidinho, dá para moer assim que cortada.

Carnes e gordura lado a lado – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Para evitar levar a carne que o cliente anterior moeu, o correto é pedir para dar uma limpada no moedor antes de moer seu blend que foi escolhido com tanto cuidado. Na hora de colocar a carne no moedor, coloque pedaços alternados de carne e gordura. Se não misturar as carnes e a gordura, o hambúrguer não terá um blend uniforme e cada hambúrguer pode ficar com gosto diferente e ter diferentes concentrações de gordura.

Carnes misturadas prontas para moer – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

– Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Em nossos hambúrgueres, geralmente pedimos para moer a carne duas vezes, esse é o jeito mais prático para garantir que as carnes e a gordura se misturem bem e não precisará colocar as mãos para misturá-la depois. A textura também fica mais leve e igual para o hambúrguer.

Carne sendo moída pela primeira vez – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Carne sendo moída pela segunda vez – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Depois da carne moída, não manipule a carne até o momento de moldar seus hambúrgueres. E peça para embalar seu blend a vácuo, esta é a maneira mais indicada para que a carne não entre em contato com o ar e oxide (fique escura). Conservará por mais tempo e não perderá o gosto ou a cor vermelha. É comum que no vácuo a carne parece mais escura, não se preocupe que quando abrir o pacote voltará a ficar vermelha.

 

fonte: guiadohamburguer.com

A importância da gordura: quanto devo usar de gordura numa receita de hambúrguer?

52-receita-hamburguer-perfeito-caseiro-profissional

Depois de aprender quais são as melhores carnes para um hambúrguer perfeito, agora é a hora de saber quanto de gordura utilizar. Sim, a gordura é tão importante quanto a carne pelo sabor do blend. O Kobe Beef, carne muito conhecida por sua alta marmorização pode custar centenas de reais o quilo e é tão cobiçado porque possui gordura entremeada na carne naturalmente. Isso é a chamada marmorização. A raça do boi Wagyu combinado com a alimentação e confinamento, favorece que esta gordura seja desenvolvida na carne e deixando o Kobe Beef muito saboroso e macio. O sabor e maciez deste corte se dá pela combinação de carne mais gordura.

Kobe Beef – Receita hamburguer perfeito caseiro e profissional

Antes que você tenha a inocente ideia de moer uma carne tão cara quanto essa para fazer um hambúrguer, ensinaremos a preparar a mistura de gordura e carne, que deixará o hambúrguer com muito sabor. Ao moer carne e gordura juntos, misturamos os sabores dos cortes escolhidos e impregnamos à mistura com a gordura e finalizando o blend do hambúrguer. É quase como acontece naturalmente no Kobe Beef, só que estamos fazendo de forma artificial usando o processo de moer a carne. Mas calma, essa foi só uma comparação, não vá achando que Kobe Beef pode ser “fabricado”, foi só uma comparação para facilitar o entendimento.

A mistura de carne e gordura faz com que o hambúrguer levado ao fogo, independente se em uma chapa ou numa grelha, a gordura derreterá e se mistura à carne. Dependendo do tipo de gordura e carne usados você terá sabores característicos. Um exemplo disso é a costela, que se moída e misturada com a própria gordura dá um ótimo hambúrguer e neste caso pode até ser usada sozinha. Viu, o hambúrguer não tem regras duras, mas tem boas práticas que foram testadas e que deram certo.

A dica de ouro para um bom hambúrguer é a quantidade correta e equilibrada de gordura no blend. Se for muito acima ou muito abaixo, vai dar errado. A quantidade mínima em um hambúrguer é de 15%, mas recomendamos que tenha em média 20% de gordura do total do peso do blend. Além do sabor, a gordura é muito responsável pela suculência do hambúrguer. Em nossos blends, trabalhamos com 20% de gordura, ficam bons para a panela ou chapa e também para a churrasqueira – nossa preferência.

Além do sabor, é a gordura que dá a liga no blend, nem pense em colocar ovo, sopa de cebola ou qualquer tipo de tempero no hambúrguer. Hambúrguer de verdade é feito exclusivamente de carne e gordura na proporção correta. Explicaremos em seguida como temperar seu hambúrguer no momento da chapa ou da grelha.

A gordura mais usada é a do peito ou de costela, pois é abundante e muito barata, às vezes nem é cobrada. É uma das gorduras ideais para prepararmos um hambúrguer perfeito. Pois são bem sólidas, dissolvem bem com o calor e possuem um ótimo sabor. Mas você pode usar também da fraldinha, de picanha e outras.

Veja algumas sugestões de blends que testamos e foram um sucesso:

350g de acém + 350g de peito + 350g de pescoço + 250g de gordura do peito
525g de acém + 525g de peito + 250g de gordura do peito
525g de peito + 525g de fraldinha + 250g de gordura do peito
525g de acém + 525g de costela gaúcha + 250g de gordura da costela
350g de acém + 350g de peito + 350g de fraldinha + 250g de gordura do peito
350g de acém + 350g de peito + 350g de bombom de alcatra + 250g de gordura do peito
525g de peito + 525g de coxão duro + 250g de gordura do peito

Todas elas renderão uma porção de 1,3 kg de carne, aproximadamente 7 hambúrgueres de 180g.

Então, se gordura é igual a sabor e ainda deixa meu blend mais barato, por que não usar 40% de gordura no hambúrguer?

É simples, se tiver muita gordura em seu hambúrguer ele vai encolher no momento que for ao fogo. E o que parecia ser um hambúrguer grande, se tornará um hamburguinho bem pequeno e pode até se desmanchar. Porque a gordura vai derreter e escorrer, uma parte dela é perdida, principalmente na churrasqueira. Então não ultrapasse muito o limite, existe razão para ser em torno de 20%.

E se eu usar 10% de gordura porque prefiro servir um hambúrguer mais saudável?

Caso economize na gordura porque está preocupado com a quantidade que vai ingerir, o hambúrguer não é o prato ideal para você. Mesmo assim, se insistir em colocar 10% ou até menos, o que acontecerá é que seu hambúrguer ficará seco e sem sabor. Qual a vantagem de comer algo assim? Melhor preparar aquele peito de frango bem temperado que ficará mais satisfeito.

Fonte: http://www.tudogostoso.com.br

 

Como escolher a carne para um hambúrguer perfeito?

SONY DSC

Agora, ensinaremos como fazer o blend de carnes para preparar seu hambúrguer caseiro ou o hambúrguer perfeito para sua hamburgueria. Você verá que não há diferença nenhuma entre a versão caseira ou de uma hamburgueria.

Quem está acostumado a comprar carne tem facilidade de identificar quais são as carnes mais baratas e as mais caras. E pode ir além, sabe quais são mais duras, mais macias, quais servem para o churrasco ou para o picadinho. Mas você sabe a qual parte do boi ela pertence? Na maioria das vezes a resposta é não. Assim vamos dar uma breve explicação que facilitará qual a origem dos cortes de carne e quais servem para preparar um bom hambúrguer.

A dica principal é dividir o boi em dianteiro e traseiro. O traseiro basicamente são carnes para churrasco e mais macias. O dianteiro são carnes mais duras e muito boas para o hambúrguer.

A primeira qualidade das carnes do dianteiro é o sabor, ninguém quer comer um hambúrguer sem gosto. E para completar são carnes mais baratas, pois são mais difíceis de serem preparadas porque são mais duras. Mas o hambúrguer é feito de carne moída, então não há nenhum problema em usarmos carnes mais duras, o que é mais importante é o sabor. Evite carnes com muitos nervos, senão quando moer e fizer seu hambúrguer encontrará aqueles pedacinhos indesejáveis a cada mordida – isso estraga tudo.

No dianteiro do boi, as carnes mais comuns no hambúrguer são: acém, peito e pescoço. Se você escolher pelo menos uma destas, já tem grande probabilidade de acertar. Outras opções que aparecem menos são a raquete da paleta e a costela gaúcha. Todas elas custam pouco e são muito saborosas, principalmente se combinadas entre si ou com outras.

A combinação entre cortes do dianteiro com outras do traseiro não é proibido, vai dar um bom resultado, mas quanto mais carnes nobres usar tornará seu blend mais caro. Busque sempre o sabor ideal, para seu hambúrguer ter um toque particular.

No traseiro, as carnes mais usadas para o hambúrguer são: a fraldinha, o patinho, o coxão duro e o alcatra. O contra-filé também pode ser usado, dentro de algumas combinações pode fazer um hambúrguer gostoso, mas ele tem um gosto bem característico.

Mitos e verdades sobre o hambúrguer artesanal

00-receita-hamburguer-perfeito-caseiro-profissional

Para fazer um hambúrguer saboroso, a primeira das técnicas que os profissionais usam é o blend de carnes, isto é, a mistura entre diferentes cortes de carne para que o hambúrguer tenha sabor único. No passado, as hamburguerias tradicionais preparavam o hambúrguer usando apenas patinho, coxão mole ou outro tipo de carne de preferência. Mas para seu hambúrguer ter personalidade e sabor inigualável é preciso escolher pelo menos dois cortes de carne para chegar a um resultado único. Essa mistura vai enriquecer o sabor, porque cada corte de carne tem diferentes quantidades de sangue (algumas são mais outras são menos irrigadas), textura de acordo com a parte do corpo do animal e consequentemente o sabor será diferente.

A gordura que será usada para compor seu blend, será um dos principais responsáveis pelo sabor final. Portanto, na receita para um hambúrguer perfeito os únicos ingredientes são carne e gordura.

A ideia de fazer o velho conhecido hambúrguer de picanha é besteira, quase nenhuma hamburgueria que diz ter hambúrguer de picanha no cardápio usa 100% de picanha em seu hambúrguer. Isso porque é economicamente inviável moer uma carne cara como esta para fazer hambúrguer. O preço da unidade ficaria altíssimo e o resultado não seria dos melhores, nem houve a mistura de carne. Na prática, os que ainda utilizam o artifíício do hambúrguer de picanha para atrair clientes ou mesmo aumentar o valor dos hambúrgueres, acabam misturando outras carnes mais baratas para poder ter algo financeiramente viável (olha o blend aí) ou usam apenas a gordura da picanha para dar o sabor. Então, não se iluda, fuja do hambúrguer de picanha ou lembre-se que sempre será um blend que leva picanha ou sua gordura na mistura.

 

Fonte: http://www.tudogostoso.com.br

Hambúrguer caseiro

receita-hamburguer-de-frango

Ingredientes

3 kg de carne moída (escolha uma carne magra e macia)
300 g de bacon moído
1 ovo
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de tempero caseiro: feito com alho, sal, cebola, pimenta e cheiro verde processados no liquidificador
30 ml de água gelada

Modo de Preparo

Misture todos os ingredientes muito bem e vá amassando para que fique tudo muito bem misturado
Faça porções de 90 a 100 gramas
Forre um plástico molhado em uma bancada e modele os hambúrgueres utilizando um aro como base
Faça um de cada vez e vá retirando o aro logo em seguida
Forre uma assadeira de metal com plástico, coloque os hambúrgueres e vá intercalando camadas de carne e plásticos (sem apertar)
Faça no máximo 4 camadas por forma e leve para congelar
Retire do congelador, frite ou asse, e está pronto

Fonte: http://www.tudogostoso.com.br